Cosmetologia natural

Breve roteiro para a compra de cosméticos orgânicos ou naturais

Criamos um breve roteiro para a compra de cosméticos orgânicos, com o objetivo de te ajudar nas compras!

Muitas pessoas ainda têm muitas dificuldades ao comprar os produtos. Afinal, é novidade, não é mesmo?

A Cosmetologia Natural vem ganhando força nos últimos anos no Brasil e tem se tornado popular. 

O que eles têm de tão especiais para que o mundo todo esteja aderindo a eles?

Os cosméticos orgânicos ou naturais retiram da natureza os seus ingredientes, os seus insumos.

Utilizam óleos essenciais, manteigas e óleos vegetais, conservantes naturais certificados, hidrolatos, dentre outros insumos, com bandeira verde ou laranja, segundo a EWG Skin Deep.

Vamos conhecer um pouco do trabalho do Environmental Working Group, os responsáveis por criar alguns guias, dentre eles o Skin Deep, que nos guia na compra dos cosméticos e também ajuda às empresas.

EWG Skin Deep

O EWG é um grupo de trabalho ambiental americano especializado em pesquisa e defesa de subsídios agrícolas, produtos químicos tóxicos, poluentes de água potável e responsabilidade corporativa.

Desde 1992, ano de sua fundação, eles têm desenvolvido um trabalho muito importante para as indústrias de cosméticos do mundo inteiro.

Por aqui, uso, então,  o EWG Skin Deep.

No Skin Deep tem uma lista de ingredientes catalogados, pesquisados e analisados por eles.

Recebem bandeiras verde, laranja ou vermelha (conforme grau de toxidade) e notas dentro delas para classificar um elemento químico utilizado em fórmulas e composições de vários produtos.

Não encontramos as marcas brasileiras por lá ainda mas com a lista obrigatória de ingredientes conforme a Nomenclatura Internacional de Ingredientes Cosméticos (INCI).

Obrigatoriedade da lista de ingredientes de produtos deverão constar na língua portuguesa (2021)

A partir de 2021, além da INCI, no Brasil, também precisarão obedecer a RDC 432/2020 que dispõe sobre a obrigatoriedade da lista vir também em Português.

Celebridades

Várias celebridades já optaram por um estilo de vida mais saudável, usando cada vez mais produtos orgânicos tanto na alimentação quanto nos cuidados com a beleza.

Podemos citar a Yasmin Brunet, que em seu Instagram sempre dá dicas de como utilizar produtos orgânicos. Famosas do mundo todo, como Gwyneth Paltrow, Ashley Judd, Cameron Diaz, Uma Thurman, Jennifer Aniston, Jennifer Lopez e Madonna têm utilizado marcas orgânicas como a Juice Beauty, WeledaTracie Martyn e Dr. Hauschka.

Mas e você, que está se interessando pelo assunto e resolveu tomar uma atitude, sabe identificar um cosmético orgânico? 

Sabe explicar a diferença entre orgânico e natural? 

Se a sua resposta for não, é bom ficar atento.  Há pouca informação porque o assunto ainda é relativamente novo, e não existe regulamentação oficial para os cosméticos orgânicos no país.

Um dos métodos de identificação mais fáceis e confiáveis é a certificação.

A certificação

Os cosméticos orgânicos certificados têm que cumprir normas rigorosas que se aplicam à fabricação do produto, aos ingredientes utilizados e ao impacto sobre o meio ambiente.

No Brasil, temos hoje as certificadoras IBC Certificações, ECOCERT e PRODUTO ORGÂNICO BRASIL

Uma importante certificação é fornecida pela BDIH– Corporação Internacional de Cosméticos Orgânicos e Naturais – entidade certificadora alemã com normas extremamente rígidas sobre ingredientes cosméticos, embalagens e produção. Para obter o selo “Certified BDIH Natural”, o produto deve atender aos seguintes requisitos:

  •  Os ingredientes devem vir de uma fonte vegetal ou mineral, ou seja, devem ser de origem orgânica ou “selvagem- colhida”. Sempre que possível, são livres de derivados petroquímicos ou sintéticos, sem organismos geneticamente modificados (OGM);
  • As embalagens serão ecológicas, recicláveis e mínimas;
  •  Nenhum produto é testado em animais.

Entretanto, nem todos os produtos possuem tais certificados, como é o caso dos cosméticos naturais. 

Pensando em uma forma de ajudar a você a começar a se familiarizar com os rótulos dos produtos, bolamos um modesto roteiro para a compra do seu próximo cosmético:

Breve roteiro para a compra de cosméticos orgânicos ou naturais

  •  Tenha em mente que as formulações orgânicas devem ter, pelo menos, 95% de matéria-prima orgânica;
  •  Preste a atenção nas embalagens. Estas  também devem ter selos de certificação de empresas privadas como a brasileira IBD e a francesa Ecocert;
  •  Evite os produtos que contêm em suas fórmulas as seguintes substâncias: sulfato de sódio, formol, corante (identificado por um C+ um número), refenol, parafino líquido e parabeno;
  •  A ordem das substâncias representa quais delas estão mais presentes no produto. Portanto, se você não conseguir adquirir um produto totalmente orgânico, pelo menos avalie a quantidade dos produtos acima descritos na composição da fórmula. 
  •  Vale escolher os produtos que levam o selo Cruelty Free  que atesta que a empresa responsável pelo produto não faz testes com animais.

Pronto para sua próxima compra?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − seis =